“Quem precisa de ficção quando se tem a realidade?”. A gente brinca, no jornalismo, que as invenções da literatura nunca alcançarão a loucura que é a vida real. A gente cria, fantasia e dissimula, mas a realidade, as histórias de fato vividas, dão de dez a zero.

E é isso que eu quero fazer. Puxar as coisas que aconteceram na sua vida para transformá-las em história. Eu vou te dar uma versão única e exclusiva de algum fato importante e gostoso da sua vida, a visão de escritor que você quer dar a um pedacinho da sua vida.

O Cartas de Amor é um projeto que sai do coração. Do olhar, ver e reparar. A gente vai se colocar nesta posição mais atenta para falar de forma genuína, para ouvir mais disponível. Vamos encontrar a faísca e fazer disso, fogo.

 

Como vai funcionar?

Se você tem alguma história de amor que acha gostosa ou interessante, que merece ser contada, que gostaria de vê-la escrita em forma de conto como os que escrevo na coluna Do Amor, me chama e vamos conversar. Eu vou escutar seus relatos, mastigar na cabeça os pequenos fatos, e reescrever essa brincadeira toda em um conto, capítulo, novela ou livro.

Histórias de verdade em formato literário.


Quais as etapas?

 
cartas-icon-01.png

1º passo: a entrevista

Precisamos conversar. O começo do nosso caminho vai passar pelo papo e a troca. Quero ouvir o que você tem a dizer sobre seus relatos, suas memórias, conversar com seu companheiro ou companheira, fazer essas pequenas entrevistas para identificar onde fica a fagulha, o ponto exato de brilho para que saia, deste pedacinho, algo gostoso e interessante no aspecto literário.

A ideia aqui é, claro, escarafunchar para encontrar o ouro.

 
cartas-icon-02.png

2º passo: a montagem da história

Encontramos! Depois de pegar a pedra bruta na mão, claro, vem a hora de lapidar. Este é um processo solitário do escritor, de limar e raspar, polir o que realmente importa e adornar com a minha visão, enfeitar o que você já tem com o que eu consigo no aspecto literário. O drama e a dor, as gargalhadas e os sucessos. A vida é feita de todas essas fórmulas, juntas e combinadas.

Encontrando a visão mais interessante, vamos ter uma conversa final para ter certeza que este caminho agrada aos dois inspiração e escritor. Tendo o norte, mãos à obra!

 
cartas-icon-03.png

3º passo: escrever!

Aqui entra o árduo trabalho do artesão. Vou colocar no papel essa grande história com a minha visão literária da coisa, usando os seus relatos como inspiração e montando uma história de ficção baseada em você, nos seus casos de amor, nas delícias e dores da sua experiência de vida, do namoro de vocês, do casamento que vocês criaram, da amizade que vocês mantém, do amor que já se foi, das homenagens que vocês querem dar a quem inspira vocês (os avós fazendo cinquenta anos de casados, por exemplo).

Tudo isso vai ser escrito de forma única e exclusiva, datilografado à mão ao final e entregue em papel especial e timbrado com o selo Do Amor, por Jader Pires.


E aí? Vamos fazer juntos?

Pois me manda um e-mail e vamos falar. Me conta as suas ideias e eu entro em contato pra gente avançar.